Cervejaria Nacional (Pinheiros)

Dizem que devemos experimentar de tudo na vida, desde que dê prazer, não seja caro e que não doa muito. E se valer a pena, a experiência deve ser aproveitada sem pressa e com sentidos aflorados, buscando aproveitar melhor cada momento.

 

Talvez não tenha sido com essa frescura toda – mas provavelmente foi com essa perversa intenção – que o pessoal da Cervejaria Nacional criou o “Sampler”, uma tábua de aparência inocente, com 5 copos com os 5 tipos de cerveja fabricados pela casa – cruel invenção feita para que o visitante possa provar um pouco de tudo antes de escolher o seu, ou, o que é sempre mais provável, os seus preferidos. Mas falaremos dele daqui a pouco.

Continue reading “Cervejaria Nacional (Pinheiros)” »

Finnegan’s Pub (Pinheiros)

Sempre nutri uma imensa simpatia pelos irlandeses. Um povo cuja população é metade da de São Paulo, que vive numa ilha linda gelada e chuvosa e que adora curtir a vida cantando, tocando, dançando, tomando cerveja e provocando os ingleses merece respeito.
E Mais. O país de nomes como James Joyce, Bram Stocker, Cranberries, Daniel Day Lewis, Bernard Shaw, Samuel Beckett, Bob Geldof, Oscar Wilde e, claro, o U2, merece quase uma devoção.
Finn 2

Promoção “12 Horas de Boteco”

O Lugarzinho vai sortear um ingresso para o evento “12 horas de boteco”, que será realizado pelo Bar do Luiz Fernandes no próximo dia 24 de agosto no Anhembi!

O ingresso dá direito a assistir a 11 grandes shows “na faixa”, além de comer e beber de graça nos quiosques dos melhores botecos da cidade durante 12 horas consecutivas.

 

Capa 12 Horas - destaque

 

Continue reading “Promoção “12 Horas de Boteco”” »

Recanto das Tartarugas (Guarujá)

A única coisa chata de morar em São Paulo é essa saudade danada do mar. O resto a gente aguenta e mesmo com toda correria, toda fobia e toda “pirataria”, a gente vai levando.

Mas a saudade do mar é que mata. Por isso, de vez em quando e sempre que possível, é preciso descer a serra, dar um mergulho numa praia qualquer e depois ficar horas olhando para o mar, vendo o sol refletido nas águas e assistir pacientemente as ondas se quebrarem na praia. É uma questão de recarregar as energias. Terapêutico, sei lá.

 

tartaruga 06

  Continue reading “Recanto das Tartarugas (Guarujá)” »

Dublin (Vila Olímpia)

Os dublinenses é que são felizes. Se, há um século atrás, o escritor James Joyce já se questionava se seria possível atravessar a capital irlandesa sem passar em frente a um pub, imagine hoje! E imagine então em março, com o dia de St. Patrick, o padroeiro da Irlanda!

 

Dublin 07

 

Continue reading “Dublin (Vila Olímpia)” »

Veríssimo (Brooklin)

Pouca gente no mundo entende tanto de literatura quanto de comida, de jazz e de lugarzinhos especiais quanto o escritor Luís Fernando Veríssimo. Provavelmente ninguém. Nada mais justo, portanto, que ele seja tema dessa primeira matéria “casada” do Lugarzinho com o Cafeína Literária, estimulante blog da Cristine Tellier, que não por acaso assina o texto sobre “As Comédias da Vida Privada” e deixa sua leitura mais completa, divertida e saborosa.

 

 

Continue reading “Veríssimo (Brooklin)” »

Paulinho Moska

Oi amigos!

São Paulo tem muitos lugarzinhos incríveis, mas eu adoro a Vila Madalena… adoro o clima do lugar e os bares, em especial o Genésio, o Filial e o Genial, do querido Elton Altman.

Continue reading “Paulinho Moska” »

Nosso Bar (Centro – Campinas)

Esta matéria foi feita a duas mãos com o grande amigo Erick, que conhece como poucos os lugarzinhos mais interessantes e escondidos de Campinas. Era para ter sido feita a quatro mãos, mas as outras duas precisavam segurar os copos.

Isso porque o Nosso Bar, boteco que ocupa apenas um pequeno box dentro do Mercado Campineiro, é uma pequena “Meca” do público cervejeiro.

Continue reading “Nosso Bar (Centro – Campinas)” »

Sancho Bar y Tapas (Consolação)

O aviso está na parede: “Abrimos cuando llegamos, cerramos cuando nos vamos y si vienes y no estamos, es que no coincidimos”. É com essa simpatia e despreocupação que o Sancho Bar y Tapas deixa bem claro seu objetivo: ser um bar com todas as características e delícias dos botecos espanhóis sem deixar de lado a congregação e a efervescência que só São Paulo oferece – especialmente na região onde fica o bar.

Com isso a casa já se destaca de todos os demais bares de tapas que invadiram recentemente a cidade, mas que transformam em modismo e presunção algo que deveria ter o mesmo espírito despojado e descontraído apresentado pelo descomplicado e comilão Sancho Pança, companheiro de Dom Quixote.

Continue reading “Sancho Bar y Tapas (Consolação)” »

Chopp do Fritz (Cambuí – Campinas)

De certo modo, as cervejas chamadas “artesanais” são quase sempre melhores do que as industrializadas. E aparentemente o motivo não está nas receitas especiais ou em ingredientes misteriosos, mas sim no fato de o dono da fábrica produzir a cerveja para ele mesmo beber.

Este parece ser o caso do Chopp do Fritz, produzido desde 1993 por Jörg Franz Schwabe, um alemão de Colônia, que carrega a imagem da cerveja dentro de si desde criança, quando passava diariamente em frente a uma cervejaria a caminho da escola.

Continue reading “Chopp do Fritz (Cambuí – Campinas)” »