Café Alquimia (Vila Clementino)

Sônia Presta é uma alquimista. Não, não do tipo que transforma metais em ouro, mas do tipo que consegue tornar mais leve a vida de todos ao seu redor.

E seu Café Alquimia é um bom exemplo disso.

 

cafe-5-sonia-2

 

Continue reading “Café Alquimia (Vila Clementino)” »

Madeleine (Vila Madalena)

A rua Aspicuelta é famosa na Vila Madalena: concentra bares, empórios, lojas e restaurantes diversos, para públicos, paladares e ouvidos de todos os estilos.

Caminhando à noite na parte da rua que desce (se você estiver vindo da Fradique Coutinho) ou na parte que sobe (se vier da Medeiros de Albuquerque), ao se aproximar do número 201 você ouvirá timbres diversos: palhetas, contrabaixo, saxofone, pratos de uma bateria, talvez as teclas de um piano. Uns passos a mais e você se sentirá tão envolvido por aquele som e pelo local de onde ele vem que será impossível recusar a proposta para que a sua noite comece ali, no Madeleine.

 

Madeleine fachada tarde

 

Continue reading “Madeleine (Vila Madalena)” »

Empório Sagarana II (V.Madalena)

Oi João. Desculpa a demora danada, mas vou retomar aquela prosa que começamos tempos atrás lá no www.lugarzinho.com/emporio-sagarana-vila-romana/, de modo que é já já que a gente vai se pegar a saudadear.

 

0 Porta 1

 

Continue reading “Empório Sagarana II (V.Madalena)” »

Cervejaria Nacional (Pinheiros)

Dizem que devemos experimentar de tudo na vida, desde que dê prazer, não seja caro e que não doa muito. E se valer a pena, a experiência deve ser aproveitada sem pressa e com sentidos aflorados, buscando aproveitar melhor cada momento.

 

Talvez não tenha sido com essa frescura toda – mas provavelmente foi com essa perversa intenção – que o pessoal da Cervejaria Nacional criou o “Sampler”, uma tábua de aparência inocente, com 5 copos com os 5 tipos de cerveja fabricados pela casa – cruel invenção feita para que o visitante possa provar um pouco de tudo antes de escolher o seu, ou, o que é sempre mais provável, os seus preferidos. Mas falaremos dele daqui a pouco.

Continue reading “Cervejaria Nacional (Pinheiros)” »

Sabores de Mi Tierra (Pinheiros)

“El amor es tan importante como la comida, pero no alimenta”, disse o mágico escritor Gabriel García Márquez, um dos maiores símbolos da cultura colombiana. No entanto, encantadores também são alguns lugares que conseguem juntar o amor e a comida na mesma panela.

 

Placa 1

 

Continue reading “Sabores de Mi Tierra (Pinheiros)” »

Joinha (Tatuapé)

Nada é tão divertido quanto buscar o inesperado. Quer dizer, a gente não busca, mas dá chances para que ele apareça quando saímos por aí observando o mundo, sem grandes pretensões, procurando apenas por um dia diferente, sem planos, buscando surpresas.

Foi assim que nos deparamos com o Joinha, o mais inesperado e surpreendente botequim onde aportamos nos últimos tempos.

Placa 1   Continue reading “Joinha (Tatuapé)” »

Tian (Itaim Bibi)

Tian significa céu, paraíso, deus ou deuses… Nome mais que adequado para qualquer lugar que sirva a sempre deliciosa comida tailandesa. Mas ali há algo mais.

A casa – que tem os ares modernosos do Itaim, mas com padrões de preços um pouco mais humanos que os praticados na região – prega o conceito de “compartilhar o momento”, baseado no hábito asiático de servir pratos pequenos, para serem divididos.

 

07

 

Continue reading “Tian (Itaim Bibi)” »

Casa de Maria Madalena (Vila Madalena)

Lembro-me perfeitamente de todos os cachorros que tive durante a vida e, para ser sincero, sinto muita falta de todos eles. Não foram tantos, mas todos foram, cada um do seu modo, muito companheiros, alegres e divertidos. E todos eles iam gostar muito da Casa de Maria Madalena.

 

Dest 1

 

Continue reading “Casa de Maria Madalena (Vila Madalena)” »

Finnegan’s Pub (Pinheiros)

Sempre nutri uma imensa simpatia pelos irlandeses. Um povo cuja população é metade da de São Paulo, que vive numa ilha linda gelada e chuvosa e que adora curtir a vida cantando, tocando, dançando, tomando cerveja e provocando os ingleses merece respeito.
E Mais. O país de nomes como James Joyce, Bram Stocker, Cranberries, Daniel Day Lewis, Bernard Shaw, Samuel Beckett, Bob Geldof, Oscar Wilde e, claro, o U2, merece quase uma devoção.
Finn 2

Don Pancho (Vila Mariana)

“Yo, Pancho Villa, fui un hombre leal que el destino trajo al mundo para luchar por el bien de los pobres y que nunca traicionaré ni olvidaré mi deber”.

Este era Pancho Villa, revolucionário mexicano tão justamente homenageado por um agradável botequim da Vila Mariana que apresenta a cultura gastronômica do México em um lugar tranquilo e feliz, onde se come “muy bién y sín ostentación”.

 

Pancho 2

 

Continue reading “Don Pancho (Vila Mariana)” »